segunda-feira, 19 de julho de 2010

Wii Fit Plus!

Pois bem, quem me conhece sabe que sou preguiçosa e não sou adepta dos exercícios fisícos. Até acho que são muito bons, mas eu sou muito preguiçosa para isso... enfim...

Sexta comprei um wii fit e lá fui eu, estou "treinando" em média 40 minutos por dia, e já sinto melhoras no meu corpo. Não perdi medidas ainda, mas já sinto os musculos trabalhando, pois alguns até estão doloridos e no body test deu lá que já perdi sim alguma coisa.

Para pessoas como eu, que não tem tempo, nem disposição de sair de casa para ir numa academia o wii fit trás todos os benefícios... tem Yoga, tem exercícios de força, tem exercícios de equilibrio, aeróbica, enfim... definitivamente acredito que seja mesmo um jogo que cumprirá a proposta, daqui umas duas semanas volto pra dizer se realmente está fazendo efeito.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Meu dia!

Amanhã é meu dia, meu aniversário!
Irei completar 25 anos, ainda um começo de uma vida cheia de aprendizados se Deus quiser.
O mais legal de ficarmos mais velhas é a possibilidade diária de tentar ser melhores. Aquele erro ontem cometido não poderia ser repetido amanhã, se não só demonstraria que de fato não aprendemos nada, ou quase nada nessa vida.

Em 25 anos eu posso dizer que nasci, aprendi a andar, falar, a fazer amigos, a ir pra escola, a gostar de estudar, a falar inglês, a beijar na boca, a ser líder de turma, a ter uma rádio na escola, a dar valor a novas amizades e valorizar ainda mais as amizades antigas, a dar chance pras pessoas nos conhecerem e chance para conhece-las também, aprendi a dirigir, a beber, a curar ressaca, a virar uma noite inteira acordada na balada, e dormir o dia seguinte inteiro mesmo tendo que estudar pra uma prova de direito civil, aprendi que não devemos começar uma faculdade pra agradar ninguém, afinal é a sua carreira, aprendi que na faculdade o melhor professor é a sua consciência, aprendi a voar, aprendi a namorar sério, e desse namoro sério aprendi a casar, aprendi que amar alguém não é deixar de nos amar, é amar a nós e aos outros, aprendi que quem nos ama nos ajuda a crescer, aprendi a ser uma grávida, e depois aprendi a ser mãe.... aprendi que a maternidade é o melhor estágio da vida de uma mulher, aprendi que Deus e Jesus Cristo estão aí até hoje tentando nos ensinar a ser pessoas melhores, mais evoluídas, aprendi a ouvir, aprendi que nem sempre devemos falar, aprendi que os bons amigos não precisam se falar TODOS OS DIAS, mas precisam se amar, aprendi que o egoísmo nos leva pra um caminho solitário, aprendi que não devemos julgar as pessoas (apesar de ainda julgar um pouco), aprendi que as amizades verdadeiras te esculacham quando acham que devem pq essas querem seu bem, aprendi que fazer comida não é tão difícil, só basta ter um pouco de força de vontade, aprendi que a família é um alicerce necessário para qualquer carater, aprendi que a palavra mãe é a mais linda do dicionário, aprendi que o valor das pessoas está nos seus gestos, aprendi que mesmo nos dias de chuva existe algo bom pra se fazer, aprendi que as pessoas são ótimas, depende também do que você apresenta pra elas, aprendi que as amizades podem dar um tempo, mas quando são verdadeiras elas voltam.
Em 25 anos, aprendi que ter pressa nem sempre é bom, aprendi a ouvir bons conselhos, aprendi que o bom carater conquista o mundo, aprendi que a verdade é a melhor resposta sempre, aprendi que os sentimentos que temos são sempre importantes, aprendi que a gentileza que dispensamos para as pessoas nos beneficia com a gentileza alheia, aprendi que nem sempre brigar resolve, aprendi que ainda tenho muito que aprender.

Nesses 25 anos eu posso dizer que sei o real valor da minha família e dos meus amigos, nem sempre posso demonstrar isso com a facilidade que sinto, mas eu sinto. Sinto orgulho de ter a mãe que tenho, sinto um amor incrível pelo filho lindo que Deus me deu, sinto uma felicidade imensa pelo marido que eu tenho, um outro tipo de felicidade mais gostosa ainda pelo irmão e sobrinho que tenho, sinto orgulho também pelo meu, que mesmo as vezes trocando os pés pelas mãos, junto com a minha mãe me ensinou a ser gente.

Obrigada a todas as pessoas que estão na minha vida ou que já passaram por ela um dia, e que deixaram um pouco de si para mim. Que me ensinaram um pouquinho, e muito obrigada à aqueles que também conseguiram aprender um pouco com o que eu tinha pra falar.

Obrigada acima de tudo a Deus, que me deu um cerebro capaz de entender que sem Ele não sou nada.